curante-logo-final-290x114

FacebookTwitterLinkedin

Repelente IR 3535

Eficaz contra o mosquito da dengue. repelente 2x2

INCI Name: Ethyl butylacetylaminopropionate
Definição: Repelente de Insetos com ampla eficácia e segurança toxicológica.

Características

  • Este repelente não tem cheiro.
  • 2-14 horas de proteção, dependendo concentração e alvo organismo.
  • Concentração Usual: de 10 a 30%.

Obs.: Deve-se ter o cuidado de não aplicar na pele outras substâncias que poderiam ativar nos insetos o mecanismo de localização do hospedeiro. São elas: aminoácidos, açúcares, ácido láctico, proteínas, colesterol, algumas substâncias aromáticas ou perfumes.

Repelente de insetos de alta eficácia, com baixa toxicidade e propriedades cosméticas adequadas (cheiro, cor e sensorial), ideal para ser usado em todos os tipos de repelentes, inclusive produtos infantis. Tem amplo espectro de ação, sendo eficaz contra mosquitos, moscas, carrapatos, piolhos, vespas e abelhas, e é eficaz também contra o mosquito da dengue. Sua eficácia foi comprovada em testes In-Vivo realizados em laboratório e em testes de campo.

Não tóxico, pode ser usado em formulações para crianças com idade acima de 6 meses.

  • Repelente de insetos
  • Eficaz contra o mosquito da dengue
  • Tão eficaz quanto outros repelentes, porém, mais seguro

Propriedades
Os insetos podem se tornar um problema ou até uma ameaça ao homem e aos animais, podendo causar infecções e transmitir doenças muito perigosas. Algumas doenças graves transmitidas por insetos são a Malária, a Dengue, a Febre Amarela e a Encefalite.

O uso de inseticidas é uma das principais armas que temos para evitar problemas com os insetos, porém o seu uso é limitado por uma série de razões, dentre as quais destacam-se o perfil toxicológico da maioria das substância que têm este tipo de ação e a dificuldade do uso constante. Por estas razões, as medidas defensivas são preferidas pela maioria das pessoas. Entretanto, nem sempre podemos evitar o uso dos repelentes e, por isso, é necessário escolher um produto adequado que, além da eficácia, tenha excelentes características toxicológicas e, preferencialmente, não seja desagradável de ser usado, tanto por seu odor quanto por seu toque. Os chamados “repelentes de insetos” são substâncias químicas que têm o propósito de evitar que o inseto aterrise sobre a nossa pele. Assim, sem entrar em contato, ele não pode nos causar danos.

Dethier definiu os repelentes como sendo uma classe de substâncias capazes de fazer com que os insetos, após identificarem o seu alvo, alterem o seu caminho de vôo. Essa definição descreve também a diferença fundamental entre os repelentes e os inseticidas que, como o próprio nome diz, mata os insetos.

Quando usamos um inseticida, é necessário que o inseto-alvo entre em contato com a substância química para que esta exerça seu efeito, o que significa que ele chega a atingir a nossa pele e permanece ali até que ocorra a ação letal do inseticida, o que pode demorar algum tempo. Já no caso dos repelentes, o contato do inseto com a pele humana é evitado e por isso, o risco de contrairmos alguma doença ou infecção é muito reduzido.

Podemos dizer que existem 3 principais substâncias repelentes de inseto disponíveis no mercado:

  1. DEET, disponível desde 1950 é considerado um repelente padrão. Embora seja muito eficaz contra diversos tipos de insetos, apresenta certa toxicidade. Não são raros os relatos de incidentes com esse produto, particularmente com crianças. Além disso, suas propriedades cosméticas não são agradáveis.
  2. Óleo de Citronela vem sendo usado há décadas como um repelente natural. Suas propriedades cosméticas são mais interessantes do que as do DEET, porém ele é um produto de baixa eficácia e com um tempo de ação relativamente curto. Além disso, ele é potencialmente irritante e não são raros os casos de eczemas de contato causados por este produto.
  3. O REPELENTE MERCK IR 3535® é uma alternativa aos produtos anteriores. Disponível desde 1980, sua estrutura química é baseada em uma substância natural (beta-alanina). Ele é ativo contra mosquitos, moscas, carrapatos, piolhos, vespas, abelhas. Sua eficácia é totalmente comparável à do DEET, mas ele tem um perfil toxicológico muito mais interessante e boas propriedades cosméticas. O REPELENTE MERCK IR 3535® é efetivo contra diversos tipos de mosquitos (Anopheles gambiae, Anopheles funestus, Aedes aegypti, Aedes albopictus), piolhos (Pediculus humanus), carrapatos (Ixodes scapularis, Ixodes ricinus), moscas (Stomoxys calcitrans, Simulidae, Tabanidae, Musca domestica), vespas (Polistes galliens) e abelhas (Apis mellifera).

O REPELENTE MERCK IR 3535® teve sua eficácia comprovada em testes laboratoriais e de campo descritos abaixo. Além disso, sua segurança foi provada em extensivos estudos toxicológicos (toxicidade aguda, irritação aguda, sensibilização, exposição repetida, genotoxicidade, reprotoxicidade, ADME (absorção, distribuição, metabolismo e excreção). Existem diversos produtos de mercado que utilizam esta substância, como por exemplo: Avon Bronze e Skin So Soft (Avon), Pick-out (Vichy), Apresfluid mit Muckenschutz (Beiersdorf), Baby clear lotion (J&J), entre outras.

Teste in vivo
Teste comparativo: REPELENTE MERCK IR 3535® x DEET: um estudo realizado na Tailândia comparou a eficácia do IR 3535® x DEET (repelente-padrão) em voluntários humanos que aplicaram uma solução a 20% de cada um dos produtos nos antebraços. Foram feitas avaliações em laboratório e em testes de campo. Ambos os produtos mostraram eficácia similar em relação ao mosquito da dengue (A. aegypti). Nos testes de campo, os voluntários estiveram expostos principalmente aos seguintes insetos: Aedes albopictus, Culex gelidus, Culex tritaenionrhynchus, Mansonia dives, Anopheles hyrcanus. O produto IR 3535 demonstrou uma excelente eficácia como repelente, com uma proteção média de 98,4 a 100% contra os mosquitos durante o dia ou noite, tanto nas avaliações de laboratório como em uma variedade de condições de campo (Externas).

Aplicações
Repelentes de insetos em diversas formas farmacêuticas: loções hidroalcoólicas, géis fluidos, emulsões, aerosóis, roll-ons, etc.

Informações Farmacotécnicas

  • Concentração de Uso: 10 a 30%;
  • Solubilidade: preferencialmente na fase oleosa. Mas, na presença de um solubilizante alcoólico, também solubiliza bem na fase aquosa;
  • Deve-se ter o cuidado de não aplicar na pele outras substâncias que poderiam ativar nos insetos o mecanismo de localização do hospedeiro. São elas: aminoácidos, açúcares, ácido láctico, proteínas, colesterol, algumas substâncias aromáticas ou perfumes;
  • O uso de agentes formadores de filme garantirá a distribuição uniforme do repelente em uma área extensa e, portanto, uma melhor permanência deste sobre a pele;
  • USO EM CRIANÇAS: pode ser usado em formulações somente para crianças com idade superior a 6 meses.

Referências Bibliográficas

  1. Dossiê técnico do fabricante (Merck);
  2. Site www.ir3535.com.

orientacoes zika       zika e dengue

Imprimir E-mail

Orçamento

Contatos

Fale com a Curante!

whatsapp-ico

WhatsApp

(61) 98625-5382

(61) 3245-1004

atendimento@curante.com.br

Brasília, DF

2 unidades na Asa Sul

Endereços

Unidade 709   icon map small
SEPS 709/909 Lt A, Bloco A, Loja S11-Ed.Julio Adnet
(61) 3245-1004 - contato@curante.com.br
 
Unidade 716   mapa
SHLS 716 Bloco A, Lojas 27/31-Ed.Medical Center
(61) 3038-3350 - atendimento@curante.com.br
 
Google Play  WhatsAppApp Store